DC

Eu te perdi, eu já sei disso. Te perdi pro seu professor de matemática, pro seu melhor amigo e pro cara da sua igreja. Te perdi pro meu melhor amigo que sempre te achou bonita, pro pedreiro e pro seu colega de sala. Eu te perdi a partir do momento que desisti de você. Eu te perdi pelos meus caprichos, pela minha falta de insistência e por não saber o que é melhor pra mim. Eu te perdi pra todos os caras que torciam por alguma falha minha se tornar grande o suficiente pra você não querer mais olhar pra mim. Mal sabem eles que eles torceram tanto, que quem viu coisas aonde não existia, foi eu. Eu te coloquei defeitos que você não tinha, mostrei te amar menos que deveria e agora eu tô aqui, namorando outra pensando que teria que ser você. Tem que ser você, sem você não faz muito sentido. Nenhum ‘eu te amo’ foi tão verdadeiro, nenhum ‘casa comigo’ foi tão real quanto foi pra você. Eu queria me casar com você, e agora eu vou ter que ir no seu casamento. Te ver a beira de um novo relacionamento já me mata, quanto mais te ver linda, pura e… de outro. Rasga meu coração saber, que não será eu quem você estará esperando. Eu não queria mais te ver ou não ter notícias suas, mas eu simplesmente não consigo. Simplesmente. Simples mente. Menti sobre não me importar com você, ou que você foi o maior erro da minha vida. Eu sou um grande erro, nada melhor que você nela. Eu te perdi pro cara de fraque e pro mochos que lutam pela sua atenção. Lembro de você falando, ‘você não me perdeu, só não me encontrou de novo’. Eu te perdi sim porque você não quer ser encontrada. Ou melhor dizendo, não quer que eu a encontre. Eu te perdi pro professor de matemática porque ele te compreende, pro seu amigo porque ele não te abandona e pro cara da igreja porque ele te acompanha. Todos eles fazem coisas que eu nunca fiz. Estranho seria se você quisesse ser encontrada ou recuperada. Se perde e torce muito pra eu não te achar, porque se eu achar, eu não deixo minha felicidade sair da minha vida tão fácil assim. Ainda mais sabendo que ela tem esse sorriso que me faz sorrir fácil. Mas enquanto eu não te acho, eu fingo que nada acontece, simplesmente fico esperando você esbarrar comigo. Simplesmente. Simples, mente.
Simplesmente. - Ana Luíza Bessa 
Tenho pena de quem não sabe ter amigos, nem sabe ser verdadeiro, nem tem um colo seguro para poder descansar as dores, nem faz qualquer tristeza acabar em alegria. Tenho pena de gente que não tem família esquisita, nem histórias malucas para contar, nem amores complicados. Tenho pena de gente que não dá a cara a tapa, que não sabe que o melhor da vida é realmente viver.
Clarissa Corrêa  
Falta inspiração, falta o enredo e falta disposição. Por mais que existam palavras bonitas perdidas nos dicionários insisto em falar as que não prestam, meu lindo vocabulário está em extinção, por mais que o ombro amigo exista, eu escolho o chão.o plano.o liso, lá me estendo, me deito, confio mais. Por mais que os seus conselhos sejam sempre com boas intenções, recuso. select. delete. Sofro com ausências, quem não sofre? Sofro tentando encontrar o lado bom da vida, até mesmo em um livro com poucas páginas, o que encontro apenas mais veracidades da vida. Enterro na areia as recordações de um ser pouco vivido, entendido e nem ao menos esculpido.
Eduardo Alves, indeferindo. 
Tenho medo
de que andando por ai
você se esbarre em outros olhos,
e acabe por gostar de sustentar o olhar.
Tenho medo de que encontre outros lábios
e fique com desejo de beijá-los,
e nisso eu nem quero pensar!
Porque fico com mais medo ainda
de que encontre outras pernas
que queira acariciar
outras mãos para na tua enlaçar.
Paloma Lustosa  
Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado. Às vezes nos falta esperança, mas alguém aparece para nos confortar. Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa. Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, tanto quanto precisamos respirar, é nossa razão de existir. Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino. Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa. Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um por do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto, é a força da natureza nos chamando para a vida.
Fernando Veríssimo  
Reinvente-se. Mire-se na sua capacidade de ser sol e em seguida, fumegando, corte-se bem ao meio e ofereça a outra metade à alguém que necessite. Catalize toda a energia do planeta em possibilidades inéditas, respire fundo e esqueça as críticas literárias. Seja nuvem e abandone, você, a solidão. Queira o bem, desfile pelo salão com uma bandeja de sorrisos, caia na risada por uma piada idiota. Faça das lágrimas uma fabulosa tempestade de verão. Se doe, se multiplique e jamais justifique seus atos para quem quer que seja. Ouça o que diz Renato Russo, suas palavras fazem sentido na boca dele. E apertando a vontade bem fundo faça nascer asas gigantes em suas omoplatas dançantes e vá. Plaine sob o céu do oriente, faça pequenos voos rasantes em uma praia do Japão. E de volta sobre o planalto central vomite sua indignação, faça dela adubo para os cérebros dos homens de gabinete. Floreie a imaginação e se vire do avesso de três em três segundos só pra se sentir um caleidoscópio luminoso. Depois de tudo, petit, me prometa, que jamais será o mesmo.
Elisa Bartlett  
oi Garçom , traz um whisk
testeilerson perguntou:

heeeeeeeeey, i’m sexy baby

Encontro Tumblr :

O encontro será em :

• MG- Belo Horizonte 

• Av. Brasil, 2023 - Praça da Liberdade 

• Sábado ás : 3:30

(Mais detalhes na ask ! )

Estou cansado dessa mesmice do dia a dia, da hipocrisia que nossos semelhantes exalam a cada frase dita mal o dia tendo começado - sendo eu um deles. Por mim eu ficava em casa, deitado em minha cama com uma boa garrafa de algo qualquer para molhar o bico; só não fico porque há de chegar o dia em que a preguiça me roubará os sonhos, a força para realizá-los. Tenho sonhos para concretizar, transformar em metas; sonhos inferiores a fama e fortuna; sonhos pequenos como realização pessoal e felicidade de fim de tarde, à noite, acompanhado, não dormir e acordar ao lado de quem me fez companhia nessa insônia. Deixo minha cama e enfrento esse mundo cheio de calamidades, rodeado por pessoas tão desinteressantes, pois no fundo ainda tenho fé que em meio a tantos humanos, resida um pouco de humanidade. Humanidade de saber respeitar, de entender que estamos abaixo da ordem natural, que uns virão, outros irão, é o normal de se acontecer. Humanidade que os animais parecem conhecer melhor, aquela que faz famílias firmes, nada desses abandonos que se vê nessas caixas coloridas que se tem hoje em dia; seja por qualquer motivo que for. Vou trabalhar, exalar mal humor, soltar sorrisos de vez em quando, em busca de alguém que encontre algo pelo qual lutar por trás desse casmurro que venho me transformando. Visto minha roupa de ser humano dia após dia pois há alguém lá fora que é para meu bico, que é a minha garrafa. Os problemas não se resolverão, sempre cá estiveram, sempre cá estarão, mas a preocupação com o que se tem de errado se amenizará. Vou viver com uma e somente uma pessoa e quando essa garrafa esvaziar-se, não será hora de arranjar outra na esquina por dinheiro, será minha vez de também esvaziar e da cama não levantar novamente. Findarão-se as diversões vazias, as preocupações com uma sociedade que nem me diz respeito, as poesias bêbadas de fim de domingo. Só não findará a consciência de que algo está fora de lugar, não findará a poesia que luta, o engajamento. Alguém há de se tornar a garrafa e assim como eu, dar continuidade ao legado dos tolos. Legado dos que ainda acreditam que há muito a ser explorado, mas que não vivem no tempo em que esse potencial será alcançado.
Bukowski. 
Eu poderia me lamentar todos os dias pelo meu estado, mas não. Poderia chorar rios, e até talvez mares de lágrimas salgadas, mas não. Quem sabe até dormir um pouco pra descansar meus olhos e minha alma, mas não. Decidi lutar por aquilo que quero e lutarei com todas as armas possíveis. Meus olhos estarão fixados para frente, por mais que eu tenha dias de angústia. Que venha o medo estarei aqui de olhos abertos para matá-lo. Que venha a dor, eu supero. Que venha todo o mal, e eu o arranco de mim. Que venha a solidão, e eu contarei com as estrelas aqui comigo para mostrar ao mundo que não estou só. Que venham nuvens de tristeza invadindo meu quintal; eu tenho positividade suficiente para encará-las. Que venham pessoas para me magoar…já aprendi a perdoar mesmo que o erro não seja meu. Que venham pessoas para quebrar minha autoestima, sei que sou forte o suficiente para renovar minhas forças e acreditar que posso dar o melhor de mim. Eu sou forte, mesmo pequeno. Eu acredito que se eu encarar os meus problemas até o fim, mesmo sendo derrotado, sairei feliz por não ter desistido. O sentimento é grande, as dores são fortes, a tristeza é passageira. E eu…apenas sou.
Manuscrituras